OBRIGADO PELA VISITA!

FORA DA CARIDADE NÃO HÁ SALVAÇÃO!

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

OS FESTEJOS NATALINOS

Já muito se falou sobre o Natal. E tão cedo não se esgotará o assunto. Alguns analistas, numa ótica algo pessimista, vêem apenas o apelo comercial, forte e crescente, que envolve as festas, e a preocupação dominante em boa parte dos cristãos com os comes e bebes.
Numa linha de raciocínio um tanto extremada, há até quem acrescente que tais comemorações seriam importantes quando se evitasse tais práticas profanas e houvesse somente profunda reflexão sobre a “boa nova” anunciada por Jesus Cristo, e que esta persistisse por todos os meses do ano.
Não resta dúvida de que o ideal seria que todos, independentemente das mesas fartas ou vazias, da troca ou não de presentes no Natal, examinassem seriamente as lições morais do Cristo, enfatizando a necessidade da sua prática diária na vida de relação. Porém, levando em conta o atual estágio evolutivo humano, é bastante louvável a posição moderada daqueles que, apesar do reconhecimento dos equívocos que permeiam esses festejos, enxergam neles muitos aspectos positivos. Entre estes, destaca-se aquele de ser o Cristo lembrado, conhecido e divulgado, se não na sua real dimensão, pelo menos na sua condição de líder que se sacrificou para oferecer uma mensagem de libertação humana. É uma visão digna, mesmo porque, buscar destacar pontos positivos naquilo que é apreciado por muitos de forma negativa, é de feição cristã.